30.12.11

11 de junho de 1983 - onde tudo começou

"Aprender é a única coisa que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende" (Leonardo da Vinci)

Na foto: Eu tentando melhorar na percussão

Nascia no dia 11 de junho de 1983 aquele que vos escreve agora. Filho de Marilene (32) e José (38),  este menino homenageou o seu avô materno, o comendador Pedro Alves da Silva, por receber dele o seu nome. Pedro Alves da Silva Autreto foi o único menino nascido naquele dia, naquela maternidade em Ourinhos. 

Na foto: Eu nas primeira locomoções (Não, o maior sonho do meu pai não se realizou pois eu sou saopaulino :D)

Geminiano nascido às 22:30h, Pedro, por ansiedade de iniciar no mundo, chorou tanto na maternidade que as enfermeiras foram obrigadas a levá-lo para os braços de sua mãe, logo na primeira noite de vida.
Pedro teve a noção exata, desde o momento em que nasceu, que era certamente uma das crianças mais esperadas de todo o mundo, já que vinha em uma família que procurava se reestruturar e havia se reunido depois do trágico acidente que envolveu suas irmãs de 11 e 13 anos de idade.

Na foto: Meus pais

Apesar disso, viveu bem pouco tempo como filho caçula, pois um ano e um mês depois viria sua irmã e companheira de todas as atividades desde lá: Jaqueline.
De sua infância lembra-se dos seus primos: Eduardo, Libânia e Juliana que povoaram seu mundo de novidades, mas não conseguiram retirá-lo do mundo em que vivia, onde criava assiduamente símbolos, negócios e outras artes que, até hoje, são tão utéis a ele.

Na foto: Juliana, Eu, Libânia e Dudu (meus primos

Apesar de nascido em Ourinhos/SP, Pedro teve pouco tempo para conhecer a cidade. Quando se deu conta de si morava em São Paulo e teve na imensidão de seu quarto, o ambiente ideal para viver, criar e ser feliz até que aos 9 anos conheceu sua paixão: a programação, ainda em Basic (mas essa é uma outra história).

Na foto: Explorando o meu berço

Se eu encontrasse hoje com essa criança super "cute cute" diria o mesmo que digo para mim todos os dias: continue caminhando e sorrindo, pois o mundo nos leva exatamente para aquilo que acreditamos.
Feliz infância.

Na foto: Eu na foto que mais gosto de mim

Espero que 2012 sirva para renascermos mais uma vez, repleto de sonhos como esse pequeno Pedrinho.
Não deixemos que o mundo nos tire aquela alegria de criança em achar belo e curioso cada pequena coisa que a vida nos proporciona.
Forte abraço.



Postar um comentário