2.6.07

Veni vidi vici

"Veni vidi vici" (Júlio César)

Noite estrelada de Vincent Van Gogh

A base da vida de qualquer pessoa deve ser composta de um tripé ... ou três pontos para se estável. Família, amigos e trabalho são estes pontos. Postagem anterior dediquei a minha família. Este é dedicado aos meus amigos.
Vejo o mundo sob um novo olhar. Debaixo de 7 chaves dentro do coração levo comigo o que de bom cada um foi em algum momento. Assim mesmo que triste ... nada melhor que observar como uma noite estrelada. As estrelas mesmo não tendo brilho suficiente para iluminar os céus são capazes de nos confortar até a chegada de um novo dia.
Nada mais piegas que lembrar dos amigos com a música do Milton Nascimento ...
mas ...
"Amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração assim falava a canção que na América ouvi Mas quem cantava chorou, ao ver seu amigo partir Mas quem ficou, no pensamento voou Com seu canto que o outro lembrou e quem voou, no pensamento ficou com a lembrança que o outro cantou. Amigo é coisa para se guardar no lado esquerdo do peito mesmo que o tempo e a distância digam não, mesmo esquecendo a canção o que importa é ouvir a voz que vem do coração Pois seja o que vier, venha o que vier qualquer dia amigo eu volto a te encontrar qualquer dia amigo a gente vai se encontrar"


Contudo meus grandes amigos, Van Gogh modernizou-se e a noite com o fraco brilho das estrelas é atualmente um grande dia de muitos sóis ...
Cada vez mais abstrato hein ... rsrs ... Van "Googhle" ... rsrs ...
Aquele grande abraço.
Até mais.

Postar um comentário