24.1.15

Turing: a paixão de um homem por trás da máquina

"Às vezes, as pessoas que menos esperamos podem fazer as coisas mais inacreditáveis" (Do filme Jogo da Imitação)



"O  Jogo da Imitação" é um dos mais geniais filmes biográficos que já vi. A qualidade da fotografia e interpretação de Benedict Cumberbatch como Turing, fazem deste filme algo que poucas vezes vi, realmente inesquecível.
A personalidade e obra de Turing por si só, já são assuntos intrigantes e fascinantes. Junte a isso, uma corrida para decifrar Enigma, a máquina alemã de criptografia e você terá parte da noção do que este filme pode representar.
O que mais me fascinou no enredo é a tentativa de humanizar o processo de concepção científica e mostrar que muitas vezes os avanços podem ocorrer devido a percepção humana de que nada é impossível. No final ... Não! Não vou lhe contar o final, mas no final há um paralelo muito interessante, para mim, com o filme que mais gosto de assistir: A.I. Inteligência Artificial.
Gostaria sinceramente de indicar este filme como um dos melhores de 2014/2015. Conheça a história deste homem ~indecente~ (com til irônico pois de fato não concordo nem de longe com isso) que mudou a vida de milhões de pessoas, inclusive e muito a minha: um físico teórico que usa computadores para tentar decifrar um "bocadim" dos segredos da natureza.
Grande abraço.
Até mais.
Postar um comentário