7.5.14

O homem que ultrapassou o tempo

"De um jeito ou de outro, a gente chega lá" (baseado em frase de Ayrton Senna)




Claro que esta postagem estará completamente contaminada por um sentimento de fã completo, mas em se tratando de Ayrton Senna, não poderia escrever de outra maneira.
Era manhã do dia primeiro de maio de 1994 quando raramente eu não estava vendo TV. Aliás nós em casa não ligamos a TV durante toda aquela manhã.
Ao ligar uma das primeira imagens foi um plantão do TJ Brasil, ainda com Boris Casoy, no SBT, e a imagem de que Senna estava no deixando.
Mesmo que Senna não fosse o campeão que os números não negam, Senna seria de longe um dos maiores brasileiros que já tivemos notícia. A sua persistência, dedicação mesmo que não tivessem tido sucesso, seriam de alguma maneira fonte de inspiração para milhares, milhões de pessoas.
Senna, este sim, parece imortal e como diz sua irmã, Viviane, parece já ter passado para um estado mítico do maior piloto de carros que o mundo um dia ousara ver. Senna desta maneira, ultrapassa seu último obstáculo, o tempo.
Até hoje, sinceramente, não consigo escutar a música, tão rara, em uma corrida de Fórmula 1, sem me emocionar profundamente.
Sua vontade, persistência acabaram por moldar em muito minha personalidade. Senna deixa um legado dentro e fora das pistas (com a instituição) que deve ser seguido com afinco por cada brasileiro, com a mesma vontade que ele buscava o primeiro lugar.
Senna sempre foi, é e continuará sendo aquele que passou deixando um rastro de patriotismo, garra e por que não, fé.
Abraço.
Postar um comentário