28.10.12

Brotas - Aventuras

"Um pouco de aventura liberta a alma cativa do algoz cotidiano" (Clarice Lispector)

Rafting em Brotas
Precisa vir alguém de fora do país para que possamos conhecer um pouco dele. É assim que penso quando percebo o quanto me diverti em apenas um dia, graças a visita de um estudante de química alemão, Stefan.

Nossa equipe com (esquerda para direita): Jean (instrutor), Guilherme, eu, Stefan e Priscila.

Para mostrar um pouco do país decidimos ir a Brotas, uma pequena cidade do interior de São Paulo, para praticarmos um pouco de aventura. Escolhemos o rafting para iniciar o dia. Estava particularmente preocupado pois costumo tentar prever todos os percalços do caminho, fato impossível para um rafting. A atividade se mostrou por demais divertida e o rio, bastante manso para esta época do ano, me permitiu até nadar um pouco nele. Atividade refrescante e de equipe.

Observe o quão alto é uma das tirolesas.
Durante a tarde havia optado por uma atividade mais, assim pensava, calma que foi a de conhecer uma cachoeira a partir de um trilha no meio da floresta e uma inocente tirolesa. Chegando no local fomos divididos em dois grupos, e o meu seguiu para primeiramente fazer uma trilha no meio da floresta e conhecer uma belíssima cachoeira que, se o Stefan me liberar, mostro as fotos por aqui. 

Tiago na tirolesa. Observe o quanto a brincadeira é alto.

Na sequência peguei os equipamentos para fazer uma simples tirolesa. Estranhei logo por não haver coletes salva-vidas, uma vez que costumamos soltar da tirolesa para cair em algum lago. Doce ilusão.
Chegando no primeiro ponto de lançamento observei o quão alto era. A tirolesa de Brotas é realmente alta demais. O instrutor disse-me que uma delas é a segunda mais alta do Brasil com mais de 120 metros de altura. Sinceramente a base tremeu e por algum momento pensei em retornar. Fui na primeira tirolesa e me dei conta que somos, como o Tiago diz, apenas um tomate voando selva a dentro. A partir desse momento qualquer volta estava descartada e a mais alta delas estava a minha frente. Fui o último a entrar nessa, seguro apenas por cordas e um abismo abaixo de mim. Depois desse momento foram mais três, muito altas e cada vez mais rápidas.

Nosso delicioso almoço.
Se valeu a pena? Puxa, demais, a emoção que senti nessa tirolesa estará por muito tempo em minha mente. As lições dela também. Uma dessa lições é que a gente se diverte quanto menos espera. 


Nossa turma na tirolesa.
Essa postagem é também uma forma de incentivar a todos que queiram e possam praticar este tipo de esporte. Contudo gostaria sinceramente de ressaltar que são atividades com perigo real e acidentes podem acontecer. Escolhemos um agência credenciada e com equipamentos certificados por entidades nacionais e internacionais. A Tirolesa de Brotas tem dois cabos e diversos sistemas de segurança para tentarem minimizar o máximo os riscos.  Cabe também ressaltar a excelente estrutura de Brotas para todas as atividades que fizemos com ônibus e instrutores bem qualificados, vale demais a pena.

Um bocado animado, so gritando para saltar confiante ... rsrs
A sensação de se jogar ao abismo (controlado e confiante) é indescritível. 
Abraço a todos.
Até mais.



Postar um comentário